Sindicatos se unem para mobilizar servidores que serão beneficiados com a Transposição

Nesta segunda feira (25), o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado de Rondônia (Sindsaúde-RO) Caio Marin, juntamente com outros sindicalistas e o Procurador do Estado, Luciano Alves estiveram reunidos, para tratar do encaminhamento de um documento solicitando agilidade no desfecho da Transposição. A iniciativa é do Sindsaúde ao esforço concentrado dos Sindicatos a favor da mobilização, para que tomem uma providência quanto à morosidade dos procedimentos.

Segundo o presidente Sintero, Manoel Rodrigues, não dá para perder tempo. “Nós não podemos mais ficar esperando, os sindicatos já estão se mobilizando, e esperamos maior interesse da bancada federal pelo assunto”, disse.

De acordo com Caio Marin, o processo da Transposição chegou ao limite do admissível. “Esse processo já era para estar acontecendo, mas existem apenas 33 publicações no Diário Oficial da União. Existem mil processos que já foram separados, e somente 333 analisados. Neste ritmo, os quase 20 mil processos que devem ser analisados, só serão concluídos em alguns anos”, contestou. “Temos que unir novamente a força sindical e tomar procedimentos objetivos para que nossos filiados não sejam prejudicados”, desabafou Marin, lembrando que entre os dias 10 e 12 de dezembro, já está pré-agendada a visita da presidente Dilma Russeff a Rondônia. “Nós estamos impacientes com relação a isso, a cobrança está sendo muito forte em cima da diretoria de todos os sindicatos, isso está ficando insustentável”.

Manoel Rodrigues lembrou ainda que são vinte anos de sofrimento e enrolação. “Está na hora da bancada tomar um posicionamento firme, lembrando que Valdir Raupp saiu na revista esses dias, como o décimo homem mais importante do país, dos 513. Não é pouca coisa, assim mesmo não resolve”, destacou.

Marin chama atenção para o documento que será assinado na próxima sexta feira (29), pelos sindicalistas, exigindo uma resposta para mobilizar a bancada federal para que tomem uma providência quanto à transposição. “Milhares de servidores aguardam uma resposta”, concluiu o representante dos servidores da Saúde.

Fonte: Assessoria

Publicado em Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.