SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO INFORMA QUE MAIS DE 5 MIL SERVIDORES FIZERAM A OPÇÃO PELA TRANSPOSIÇÃO

Porto Velho, Rondônia – O secretário estadual de Administração (Sead), Rui Vieira, foi o entrevistado desta sexta-feira (28), do programa A Voz do Povo, na rádio Cultura FM 107,9 apresentado pelo jornalista e advogado Arimar Souza de Sá.
 
“Já passamos de 5.200 servidores que assinaram seu termo de opção. Estamos mandando dois malotes com documentos por semana à Brasília (DF). Quando entregam a documentação, automaticamente o Ministério do Planejamento passa a ter acesso às informações dos servidores e isso agiliza o processo”, disse ele ao abrir a entrevista.
 
Sobre as dificuldades em se atender ao grande número de servidores aptos à transposição, mais de 10 mil, o secretário declarou que “fizemos um trabalho prévio e isso foi fundamental para a celeridade do processo, que por envolver um número muito grande de servidores, tem muita complexidade e requer muita atenção”.
 
Segundo ele, os casos já levados pelo Governo estão em análise pelo Governo Federal. “Cerca de 700 processos já estão adiantados e deverão ser enquadrados na tabela do quadro federal. Eles poderão começar a receber via União em breve”, completou.
 
O secretário informou que “estamos no telefone gratuito 0800 644 0837 para os servidores agendarem os seus procedimentos, em seguida a assinatura do termo de opção pela transposição, contendo um número de protocolo, para ser efetivado no quadro da União”.
Rui Vieira informou que estão assegurados à transposição os servidores municipais contratados até setembro de 1981, e os estaduais contratados até março de 1987.
 
Em relação ao fim da greve da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), Vieira disse que “o entendimento acordado será cumprido”.
Já sobre a paralisação dos servidores estaduais de Educação, Rui Vieira relatou que “ontem (27) tivemos uma reunião proveitosa com os sindicalistas e estou confiante de que haverá avanços. A categoria quer a correção da inflação, que o Governo se comprometeu a pagar em abril de 2014. Mas, o sindicato quer ganhos imediatos estamos trabalhando nesse sentido”.
 
O secretário reforçou que as finanças do Estado estão no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). “Creio no final da greve e temos uma reunião agendada para a tarde da próxima terça-feira (02). Esperamos por fim ao movimento”, observou.
 
Segundo ele, na gestão Confúcio Moura (PMDB), já foram concedidos 26,8% de reajuste para algumas categorias. “Em alguns setores, como Educação, foi um índice considerável de aumento. A folha aumentou mensalmente me cerca de R$ 50 milhões ao mês, com as correções realizadas”, acrescentou.
 
OBS: A presente matéria também foi postada no site RONDONOTÍCIAS, acessível por meio do link abaixo:
 
Publicado em Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.