Sindicatos se reúnem no dia 15 para tratar sobre Previdência Complementar dos servidores

Texto: Lucas Tatuí
 
Devido ausências justificadas de alguns sindicatos, a reunião na sede do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia (Iperon), que seria na última segunda-feira (7), foi adiada para a próxima terça-feira, dia 15, às 14 horas. O objetivo é tratar de assunto de relevância para os servidores do Poder Executivo, referente à proposta de implantação do regime de Previdência Complementar em Rondônia.

“Alguns sindicatos já confirmaram a presença de toda a sua diretoria, dada a relevância da discussão para o futuro previdenciário dos servidores do Estado. É importante a presença de todos os dirigentes sindicais nessa reunião, quando será feita, pela direção do Instituto, uma apresentação ampla sobre Previdência Complementar”, disse o sindicalista Mauro Roberto, que representa todos os sindicatos do Poder Executivo no Conselho de Administração do Iperon.

Mauro ainda destaca que o regime de Previdência Complementar já foi implantado em alguns estados brasileiros, e que apresenta pontos positivos como a remuneração superior na aposentadoria (uma espécie de renda extra ou adicional). “No entanto”, observa Mauro, “há muito a ser discutido entre sindicatos e governo, principalmente no que diz respeito à administração desse fundo destinado aos servidores, em faces de tantos casos de corrupção nesse Estado. Esse é um dos focos de questionamentos”, concluiu.

A REUNIÃO
A reunião com os sindicalistas está confirmada para a terça-feira, dia 15 de maio, às 14 horas, na sede do Iperon, localizada na Avenida Sete de Setembro, 2557 (próximo à Avenida Jorge Teixeira), em Porto Velho. Na ocasião também serão entregues as cartilhas da Previdência Complementar (um material rico em dados ajuntados e coletados pelo Departamento de Previdência do Instituto). A proposta será esplanada pela diretora de Previdência, Claudia Tavares Arambul, e contará com a participação do presidente do Instituto, Walter Silvano Gonçalves, e de representantes do Governo do Estado.

.

Publicado em Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.