PROBLEMAS NO POSTO FISCAL DE VILHENA INFERNIZAM CAMINHONEIROS

Demora na vistoria, falta de estrutura e até atoleiros no pátio provocam revolta.
 
Na manhã de hoje, o posto fiscal Portal da Amazônia foi visitado por uma equipe de reportagem do programa Rota 91, da Rádio Meridional. Os jornalistas ouviram muitas queixas, e história escabrosas relatadas por caminhoneiros.
 
A queixa principal é na demora da vistorias das cargas. Um carreteiro contou que está há três dias no posto, a espera de liberação. Segundo Benedito da Silva, motorista há 26 anos, não existe situação semelhante em lugar nenhum do Brasil. “Já andei por tudo quanto é canto do país e nunca vi tamanha desorganização”, disparou.
 
Além do entrave burocrático, os caminhoneiros reclamam da falta de estrutura do posto. Segundo eles, os banheiros estão em situação calamitosa, as lanchonetes cobram caro por alimentos, e existem até atoleiros no pátio. “É um descaso total”, arremata Benedito.
 
Os profissionais afirmam que os problemas do posto fiscal causam prejuízos. Segundo eles, é comum mercadorias estragarem devido ao tempo perdido na aduana, e as vezes o destinatário se recusa a receber os produtos. “Aí o prejuízo acaba sendo nosso, pois se não entregamos as mercadorias, o frete não é pago”.
 
A reportagem do EXTRA vai procurar os responsáveis pela Secretaria Estadual de Finanças para saber o motivo de tantos problemas no posto fiscal.
 
OBS: LEIA A REPORTAGEM NA ÍNTEGRA ATRAVÉS DO LINK:

 

Publicado em Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.