Boas noticias para os integrantes da ação MS 568/91

Na manhã desta quarta feira (08/04) estiveram reunidos no auditório do Sindafisco servidores integrantes do MS nº 568/91 e o advogado da ação, Dr. João Closs Jr, o qual trouxe informações, que a certo ponto confortaram os presentes pois há 18 anos aguardam uma definição para o pagamento da mesma.
Nos últimos anos o processo vinha se arrastando por falta de consenso nos cálculos dos valores devidos, isto já foi equacionado e agora só resta os procedimentos para o devido pagamento, considerando os termos legais e a disponibilidade financeira do agente pagador.
Segundo o eminente advogado, há esperança e expectativa de que até o mês de junho desta ano, se consiga a expedição dos títulos precatórios pela justiça de Rondônia. Se isso de fato acontecer, João Closs vê a possibilidade de o Estado incluir a previsão de verba no orçamento para pagamento no ano de 2010.
João Closs demonstrou uma confiança muito grande para que esta batalha se encerre em poucos anos.
Algumas instituições financeiras procuraram o patrono da ação, Dr. João Closs Jr., para negociar a compra dos títulos e repassar aos beneficiários valores com deságio, porém não foi aceito pelo mesmo e não achou interessante consultar seus clientes (proponentes), pois já havia a esperança de recebimento da mesma, uma vez que os beneficiários já esperaram tanto tempo. Segundo o advogado, sem citar a instituição financeira, a proposta oferecida gerou em torno de 60% de deságio, mais outros encargos e honorários, sobrariam aos proponentes da ação o equivalente a 15% do valor, o que é obvio não se aceitou.
A recomendação do advogado neste momento, e para não dificultar ou prolongar mais ainda a realização desta ação, é que os proponentes aguardem a expedição efetiva dos títulos precatórios, que será expedido pelo Tribunal de Justiça, evitando consultas pessoais e cessão de direitos, pois poderá implicar na movimentação do processo tornando outra vez moroso na propositura do referido pagamento.
Publicado em Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.